Você sabe qual tipo de Líquido usar no radiador? Confira os 15 passos para não ser enganado(a) e prejudicar o seu veículo!

Se você possui um veículo é quase certo que já tenha sido questionado(a) por um frentista a respeito do nível da água do seu carro. Pode confessar, você já escutou a pergunta clássica, não é mesmo?  É porque esse tipo de questionamento, a respeito do radiador automotivo, é um costume cultural presente no dia a dia desses profissionais. Porém, é recomendado ter muita cautela com essa questão!  O funcionamento do seu veículo pode ser prejudicado por conta de altas temperaturas do sistema de resfriamento que, quando superaquecidos, geram danos graves, e quando isso ocorre…você já deve saber, não é mesmo? Um prejuízo anunciado! Contudo, o uso do fluido é o maior e melhor conselho para que o seu veículo funcione adequadamente, e sem riscos. O uso da água de torneira só é aconselhável em última instância, quando não tiver jeito mesmo, naquela situação em que não tem como deixar o “motor com sede!”. Pensando em todo esse prejuízo e nas dúvidas e reclamações constantes que surgem, resolvemos listar 15 dicas essenciais que você não pode deixar de saber. Confira!

  1. Mantenha o sistema de resfriamento sob controle! Isso evita o superaquecimento do radiador, que é a parte que harmoniza a temperatura do seu veículo.
  2. Para manter o seu carro em boas condições de circulação você deve, periodicamente, verificar o nível da água no radiador.
  3. Para evitar a corrosão das peças do veículo, é imprescindível o uso de aditivos adequados no sistema de arrefecimento do seu veículo.
  4. Aditivos de arrefecimento podem ser encontrados nas versões concentrada ou diluída em água. E recomendamos que você sempre se certifique de que as informações contidas no rótulo do produto, e no manual do proprietário, indiquem a proporção IDEAL para o modelo do seu veículo.
  5. Tenha um mecânico de confiança que te oriente adequadamente sobre a limpeza do radiador. Isso é muito importante! No mercado existem muitas marcas variadas e é sempre de bom tom relembrar: Muito cuidado com aditivos falsificados!!! Um “precinho mais barato” nunca compensa o dano do prejuízo final. Fique esperto(a)!
  6. Geralmente, a limpeza do radiador deve ser realizada a cada dois anos. O espaço de tempo da limpeza pode ser variado, dependendo de diferentes motivos, como a advertência do fabricante do veículo assim como os conselhos do seu mecânico de confiança.
  7. Até mesmo o clima da cidade em que você reside pode interferir no período da limpeza do radiador! Então, também fique atento(a) com as variações de temperatura!
  8. Se a cor do líquido do reservatório estiver escura é um sinal de que a limpeza é necessária. Sempre observe a cor!
  9. Preste atenção, caso a água estiver baixando muito rápido ou o veículo aparentar estar “fervendo”, faça uma manutenção com o seu mecânico, porque pode ser um vazamento no radiador. Mantenha esse hábito de observação, é muito importante!
  10. Cumpra o nível máximo apropriado, que vem indicado no reservatório de expansão do líquido de arrefecimento, e NUNCA complete até a boca!
  11. Acrescente o aditivo dentro do reservatório de expansão do radiador apenas quando o motor estiver resfriado.
  12. Certifique-se se a tampa do reservatório está fechada corretamente
  13. JAMAIS abra o reservatório de expansão com o motor do carro ainda quente, porque você corre risco de sofrer queimaduras. Cuidado!
  14. Assegure-se de que é realmente necessário trocar alguma peça desgastada ao fazer a revisão do veículo.
  15. Apenas, e somente, complete com água da torneira se o veículo estiver superaquecido e não houver outra solução na hora.

Ufa, até que não é tão difícil assim, não é mesmo? Requer muita observação e atenção de como o seu veículo está, bons produtos para a manutenção da sua máquina e aquela forcinha de um bom mecânico de confiança. E, você quer saber onde encontrar aditivos de arrefecimento de qualidade? Então confira as linhas da Marca Própria da Rede ANCORA: Car+ e Truck+, clique aqui!